TRAZENDO A PRESENÇA DE DEUS

Deus nos chamou para servirmos a Ele para o engrandecimento do Seu Reino. Quantos de nós estamos realmente servindo ao Senhor e não ao nosso próprio reino?

Como músicos, Deus nos chama para trazermos a Sua presença em qualquer lugar, ou seja, trazendo-a dentro de nós. Quando trazemos a presença, Deus se manifesta em qualquer lugar. Suas manifestações nem sempre são da forma como imaginamos, mas tudo o que Deus faz, é uma manifestação d´Ele. Suas manifestações podem ser curas, livramentos, palavras de vida, manifestações de amor… Temos que entender que vivemos para servi-lo, de qualquer forma e em qualquer lugar.

Temos que observar alguns fatores importantes enquanto ao ministério para que manifestemos a Sua Vida dentro de nós. A arca da aliança

O primeiro ponto é o conhecimento de Deus e de sua Palavra. Quantos de nós infelizmente lemos a Bíblia somente no domingo ou em ocasiões especiais. Como podemos falar ou cantar de alguém que nós não conhecemos e não temos contato? A Palavra é uma das formas de conhecermos e nos alimentarmos de Deus. Devemos observar também que o simples fato de lermos a Bíblia, não significa que estamos nos alimentando. Jesus disse “ A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra” ( Jo 4:34). É necessário obedecer e fazer Sua vontade, para que o conheçamos cada dia mais.

O segundo ponto é sermos músicos e cantores capazes e instruídos naquilo que fazemos. Uma das características de Davi, quando mencionaram quem era Davi, era que ele sabia tocar ( I Sm 16:18). Muitos de nós pensamos que a simples “ boa vontade” de tocar ou cantar é o suficiente. A Palavra de Deus nos diz em Sl 33:3 que nós devemos “ tanger com arte e com júbilo”, isso significa, que temos que  nos capacitar e nos preparar para ministrarmos ao Senhor em Sua casa. É importante a unção e o ser chamado para estar no altar, mas quando juntamos a unção, com chamado e o ser capacitado, Deus se manifestará de uma forma tremenda e gloriosa no meio do Seu povo através de nós.

O terceiro ponto que quero destacar é ser submisso à autoridade que Deus instituiu sobre nós. A Palavra de Deus, em Rm 13:1-2, nos fala que devemos ser submissos às nossas autoridades. Submissão significa uma “missão da qual damos suporte”. Não pode haver em um corpo duas cabeças e muitas vezes, vemos ministros de louvor que querem ter a autoridade que Deus outorgou a seus líderes. Deus os colocou sobre nós para que cresçamos em sabedoria e em graça diante de d `Ele. Se tivermos problemas com os nossos líderes, devemos observar o nosso coração e orar por eles, para que Deus os dê sabedoria e conhecimento da vontade do Senhor, assim como temos procurado conhecer. Amém?

O último ponto e não menos importante é o serviço. Temos que ser servos. “ O modo como tratamos os outros revela se pensamos ser melhores do que eles.”     ( Rorry Noland ). Serviço passa pela atitude do nosso coração diante do ato de servir. Como fica o nosso coração quando somos tratados como servos? Temos que pensar que ministério significa serviço. Existe um conceito errôneo desta palavra hoje em dia em nossas Igrejas, deixando a imagem de ministério com um “ estrelato”. Deus esta buscando a adoradores que sejam servos e que vivam o que a Palavra de Deus diz.

Comece a caminhar de uma forma diferente, buscando Deus, se envolvendo com Ele e com a Sua presença e a manifestação de Deus será viva e eficaz em sua vida. Que Deus te abençoe ricamente.

                                                                                                          Nelson Junker.

Deixe o seu comentário: